• Time de Conteúdo . Amper

Funcionários "Advogados da Marca" - O panorama atual nas empresas [Pesquisa - SMT 2019]

Assim como o marketing através dos influenciadores digitais, os funcionários defensores de marca, permitem às empresas utilizarem o poder das pessoas e sua capacidade de influência, em vez de depender somente de anúncios, que são cada vez mais ignorados à medida que os usuários refinam seus comportamentos sociais no ambiente digital.


Pesquisas anteriores mostraram que o conteúdo compartilhado pelos funcionários antinge 8 vezes mais engajamento, em média, do que o conteúdo compartilhado por meio de canais da marca, enquanto 61% dos consumidores afirmam que têm mais probabilidade de pesquisar um produto ou serviço depois de ver a postagem de um amigo nas redes sociais comparado a 36% se o mesmo foi mencionado por um influenciador ou celebridade.


Nesse sentido, a defesa dos funcionários pode ser ainda mais eficaz que a estratégia com influenciadores digitais.


Para entender melhor o cenário atual de advogados da marca e fornecer uma medida comparativa de como as marcas estão utilizando a opção, recentemente em uma parceria com o GaggleAMP para realizar uma pesquisa entre a comunidade Social Media Today. Mais de 400 profissionais de marketing responderam, fornecendo um conjunto indicativo para destacar as tendências atuais e as oportunidades futuras do processo, detalharemos os elementos e as descobertas específicas para fornecer uma visão geral das respostas que recebidas.


Parte 1: O panorama atual dos advogados de marca nas empresas


Para a primeira parte do relatório, queríamos saber exatamente como as marcas estão utilizando a defesa da marca pelos seus funcionários e quantas empresas estão aproveitando a estratégia. Dadas as estatísticas acima, você pensaria que seria um foco principal, mas as respostas não indicaram exatamente isso.


Como você pode ver aqui, apenas 31% dos entrevistados realmente têm um programa de incentivo para funcionários, com outros 29% planejando implementar um no futuro. Isso significa que quase 40% das empresas não possuem um programa de EA (Employee Advocacy) em vigor, nem planos para implementá-lo, o que representa uma enorme quantidade de oportunidades perdidas.


Obviamente, implementar um programa de EA exige recursos e esforço, duas coisas que a maioria das empresas não tem em abundância a qualquer momento - mas, novamente, como destacado por vários relatórios de pesquisa, o retorno pode ser significativo.


Mas acertar parece um ponto de discórdia no momento, principalmente considerando a imaturidade relativa da EA como um processo. De fato, no segundo elemento da pesquisa, perguntamos aos entrevistados há quanto tempo eles desenvolvem seu processo de EA.



Mais de 60% dos entrevistados indicaram que ainda estão implementando uma estratégia completa, com 17% apenas começando.


Diante disso, também faz sentido que muitas empresas não estejam dispostas a investir em todo o processo, pois há poucos exemplos sólidos de estratégia eficaz. Aqueles que podem acertar, conforme indicado pela pesquisa, podem obter grandes benefícios, mas com adoção limitada, o argumento para investimentos significativos pode não ser suficiente, nesse estágio.


Isso significa que, nesse estágio, podem ser necessárias mais marcas implementando sua própria abordagem para solidificar considerações e comparações de ROI.


Este é o primeiro elemento do relatório Employee Advocacy 2019, que você pode baixar completo aqui.

13 visualizações

Contate-nos

gold-horizontal-white.png

Telefone

+55 11 3569 6680

e-Mail
hello@amper.ag

Fornecedores e Currículos

trampos@amper.ag

Endereço

Alameda Santos, 1909 • 2º andar • 01419-100 Cerqueira César • São Paulo • SP

  • YouTube
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
Logo_Amper.png