• Time de Conteúdo . Amper

7 tendências que definirão o marketing global em 2021 [Estudo Completo]

Atualizado: Out 22

O estudo da Deloitte, 2021 Global Marketing Trends: Find your focus, lista sete tendências a serem consideradas no campo do marketing.

O mundo do marketing está prestes a mudar radicalmente. A pandemia trouxe consigo uma mudança forçada na ordem econômica, desde a forma de trabalhar e gerar bens, à forma como os produtos e serviços são consumidos e escolhidos, evoluiu rápida e vigorosamente em apenas seis meses.


A premissa se cumpre quando se observam as mudanças no consumidor, que durante esse tempo acentuou algumas características, ao adotar novos hábitos.


Diante de um novo consumidor


Os números são impressionantes a esse respeito. Um estudo assinado pela Psyma indica que 3 em cada 4 consumidores afirmam que a passagem do COVID-19 deixará alguma mudança permanente em suas vidas.


Embora 36% dos consumidores digam que, uma vez que a pandemia passe, eles comprarão normalmente quando a contingência passar, a realidade é que seu comportamento apresentará algumas discrepâncias que abrirão um espaço de oportunidade para alguns produtos e marcas.


Ao longo dessas linhas, a Mindshare identificou cinco percepções que serão fundamentais para se conectar com os consumidores no novo normal:

  • Um consumidor afetado: em todo o mundo, três em cada dez pessoas afirmam ter sido "muito afetadas" economicamente pelos efeitos da crise de saúde.

  • Jovens gerações, em processo de falência: Quando esse sentimento de afetação financeira é lido pelas faixas etárias, os mais jovens dizem que ficam especialmente chocados.

  • O tédio preocupa: apesar do fato de que em março mais de seis em cada dez pessoas disseram estar preocupadas, agora ele se estabilizou em pouco mais de 50%. A figura vai na direção oposta à sensação de tédio. Só no mês passado, aumentou de uma em cinco pessoas para uma em quatro pessoas.

  • Online em alta: desde o início da pandemia e até março, o número de consumidores que compraram online “mais do que antes” chegou a 31%. Agora o número subiu para quase um em cada dois.

  • Ansioso pelo novo normal: nos tempos atuais, seis em cada dez pessoas disseram estar ansiosos para voltar ao normal.


7 tendências de marketing globais

Os números anteriores colocam em cima da mesa um desafio complexo, que é recebido em meio à incerteza e com uma bússola que precisa ser reajustada.


Nesse sentido, é relevante o novo estudo da Deloitte, 2021 Global Marketing Trends: Find your focus, que enumera sete grandes tendências que devem ser consideradas no campo do marketing para enfrentar 2021 que, embora traga muitos desafios, será cheio de oportunidades para marcas que conseguem se adaptar a um cenário cada vez mais mutante.


Objetivo


De acordo com a pesquisa da consultoria, 79 por cento dos consumidores relembraram casos de marcas que responderam positivamente ao COVID-19 para ajudar seus clientes, força de trabalho e comunidades.

As pessoas ficarão especialmente próximas de marcas que têm um propósito. Desta forma, o marketing deve levantar porque os produtos existem e qual é a sua missão de servir às comunidades, além de atender a uma necessidade do consumidor.


Agilidade


De acordo com o estudo, por décadas o livro de estratégia permaneceu inalterado: "reduza, concentre-se nos custos e supere a recessão, ou gaste antes da demanda para conquistar participação de mercado".


No entanto, a mudança para o digital forçado significará que as marcas terão que ajustar seus planos de crescimento de negócios.


Marcas que forem ágeis na adaptação ao novo normal ganharão a preferência do consumidor.


De acordo com a Deloitte, 58% dos consumidores conseguiram nomear uma marca que conseguiu mudar rapidamente suas ofertas para reagir melhor ao “novo normal” induzido pelo COVID-19. Desse grupo de entrevistados, 82 por cento disseram que essas ofertas novas e relevantes aumentaram seu desejo de fazer mais negócios com essas marcas.


Experiência humana


À medida que as marcas avançam em seu caminho para se tornarem cada vez mais digitais, a verdade é que elas não podem perder de vista o lado humano de suas ações.


De acordo com o relatório, dessa forma é gerada uma “dívida de experiência”: “quando as organizações projetam seu futuro digital para a eficiência, ao invés da conexão humana, a dívida se acumula e essa dívida pode se manifestar em resultados distorcidos, falta de inclusão e sentimento de isolamento social ”.


Cobrir este aspecto será crucial para construir marcas bem posicionadas e queridas, ao invés de apenas empresas adaptadas ao ambiente digital.


Confiança


A crise centrou-se na relação de marca e confiança. A imagem e a reputação das empresas agora são determinadas pelo que prometem e pelo que é efetivamente entregue (experiências). Quando a lacuna é muito grande entre os dois aspectos, o que se perde é a confiança.


Os usuários, ao detectar deficiências nesse aspecto, indicaram que as marcas agiam no interesse próprio, o que levou um em cada quatro consumidores a se afastar das propostas comerciais dessas empresas.


Participação


O consumidor agora está mais ciente do poder de suas decisões de consumo no ambiente em que se move.


Seu papel como membro ativo da rede está fortemente vinculado a um propósito, o que representa uma oportunidade inestimável para as marcas.


“O envolvimento do cliente está rapidamente se tornando uma via de mão dupla na qual os clientes participam como embaixadores da marca, influenciadores, colaboradores e inovadores. Dessa forma, os profissionais de marketing podem se beneficiar e se diferenciar da concorrência ao projetar uma estratégia de engajamento que apóie o engajamento em seus níveis mais profundos e maximize seus benefícios mútuos para clientes e marcas ”, destaca o relatório.


Fusão


Com a crise, as necessidades universais do consumidor vieram à tona, onde “um caldeirão de experimentação e inovação foi criado à medida que comunidades, empresas, governos e indivíduos trabalham para reconstruir novas maneiras de abordar essas questões. não satisfeito ".


As marcas e seu marketing, portanto, devem vivenciar além de seus setores, cabendo a suas categorias identificar novas necessidades que exijam novas formas de serem atendidas.


Evolução em todos os níveis


O marketing não pode mudar se não houver uma reconfiguração por dentro. Diante da quebra de paradigma e de um mercado em rápida evolução, a necessidade é "elevar o papel do marketing, os profissionais de marketing devem desenvolver seus modelos de talento no ritmo dessas tendências em mudança."

Baixe o relatório completo neste link: https://bit.ly/35kEJJ5


fale conosco

Telefone

+55 11 3569 6680

e-Mail
hello@amper.ag

Fornecedores e Currículos

trampos@amper.ag
 

Oportunidades de Mídia
midia@amper.ag

Endereço

Alameda Santos, 1909 • 2º andar • 01419-100 Cerqueira César • São Paulo • SP

gold-horizontal-white.png
  • YouTube
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
Logo_Amper.png