• Time de Conteúdo . Amper

10 tendências nas mídias sociais para o ano de 2021

Atualizado: há 4 dias

O ano de 2021 se aproxima e ficar de olho nas tendências das redes sociais é um uma ação essencial para as empresas de todos os setores.


A conversão por meio das mídias digitais é estratégica para as organizações aumentarem vendas e ampliar seus resultados. Considerando o fato que 42% da população mundial está ativa diariamente nas redes.


Não bastasse isso, os brasileiros passam em média 2 horas e 22 minutos por dia nas plataformas digitais. Quando falamos em vendas, 21% da receita gerada por e-commerces foi captada por meio das redes sociais.


É um mar de oportunidades e possibilidades que os canais sociais on-line podem representar para uma empresa.


1. Militância de marca como estratégia de marketing


O tom de voz e apoio a causas surge como uma exigência dos públicos por posicionamentos de marcas em questões sociais. É por intermédio do posicionamento da sua marca que as empresas conseguem criar uma relação com os consumidores, apresentar seus valores e fidelizar clientes. Além disso, o posicionamento estratégico estabelece uma diferenciação da marca e colabora no seu processo de humanização. Essa é uma estratégia utilizada por grandes empresas como Netflix, Magazine Luiza e Natura e que vem gerando uma tendência no mercado.


2. Foco nos Stories


Conteúdos nos stories, ganham destaque nas tendências das redes sociais 2021. Praticamente todas as plataformas de mídias sociais já adicionaram esse recurso como forma de engajamento. Hoje, já é possível adicionar conteúdos temporários no Facebook, no YouTube, no Instagram, no WhatsApp, Twitter e até no Linkedin. Esse modelo de postagem superou as imagens e os vídeos disponibilizadas no feed, por ser mais dinâmico e ampliar o engajamento dos públicos com as marcas.


3. Aumento da participação de novas Mídias Sociais


Assim como as redes sociais populares continuam ampliando sua audiência, novas plataformas surgem e conquistam o público por suas soluções alternativas e inovadoras.

O TikTok, por exemplo, tem ganhado bastante destaque nos últimos meses, sendo um forte elemento da nossa lista de tendências das redes sociais 2021. A rede hoje alcança 1,5 bilhão de usuários mensais, com o foco em jovens adultos, de 16 a 24 anos. Isso mostra o potencial que novas redes apresentam e porque é fundamental ficar de olho nelas.


4. Consumo de vídeos consolidado como formato principal


O consumo de conteúdo em vídeos se destaca como tendência em diversos formatos. Observamos o aumento crescente do YouTube nos últimos anos, que hoje perde apenas para o Google como site de maior tráfego do mundo. O TikTok, rede social em ascensão de vídeos curtos, também se destacou e consolidou a relevância do vídeo para o próximos anos. Além disso, uma pesquisa recente mostra que vídeos apresentam em média 2x mais comentários do que imagens estáticas e uma taxa de engajamento 38% maior.


5. A reinvenção dos influenciadores digitais


Os influenciadores digitais surgiram nos últimos anos e se destacaram por se tornarem um canal de aquisição para marcas que procuram atingir públicos distintos, muitas vezes nichados, e ampliar sua estratégia de marca. Porém, uma das tendências das mídias sociais nesse mercado é a exigência da inovação por parte dos influenciadores a fim de sobressaírem em um mercado atualmente saturado.

Com isso, continua a tendência de colocar o foco em micro-influenciadores, pessoas com nichos mais específicos e menos seguidores, cujo senso de comunidade e segurança nas opiniões apresentadas é maior do que o de públicos que seguem macro-influenciadores. Esse tipo de campanha não só tem maior resultado em questão de eficácia, como também exige menor custo de investimento.


6. Engajamento em destaque


O engajamento é uma métrica importantíssima e que deve ser observada pelas marcas. É por meio do engajamento que a qualidade do conteúdo, a fidelização de público e a comunicação com sua audiência podem ser mensuradas. A importância do engajamento se consolida na posição antes ocupada pelas chamadas métricas de vaidade, como número de seguidores e quantidade de likes por post, principalmente porque os principais formatos de exibição consolidados são os Stories.


7. Inteligência artificial como ferramenta de negócios


A inteligência artificial (AI) se destacou no âmbito da tecnologia nos últimos anos, principalmente na área de marketing digital e no sistema de anúncios focados no comportamento do consumidor, em vez de, nas métricas demográficas. Chatbots para tirar dúvidas, por exemplo, têm potencial de apresentar atendimento mais rápido e qualificar leads simultaneamente, gerando aumento das vendas.


8. Vendas através das redes sociais

A venda pelas redes sociais é uma forte tendência no futuro, principalmente após a pandemia que inseriu uma parcela gigantesca da população nos ambientes de compra online. Anúncios, lojas virtuais e campanhas por meio de influenciadores são canais de aquisição e com grande impacto nos públicos, que auxiliam também na construção de estratégias de branding, fidelização da marca e comunicação com o consumidor. Uma tendência forte, é a migração do ambiente de "chão de loja" para o ambiente virtual, sendo que as mídias sociais se tornam o canal mais pronto pra acomodar essa tendência.


9. Áudio como recurso


A era da voz ganhou força e presença nas plataformas digitais, também em razão da pandemia, o consumo de áudio via streaming, audiobooks e ead aumentou exponecialmente. As marcas devem aproveitar essa tendência e mudança no comportamento do público nas mídias sociais com o investimento na produção e/ou patrocínio de podcasts e em material audiovisual, como webinars, workshops, videoaulas, etc.



10. SAC 2.0 Humanizado


Apesar de o aumento do uso de inteligência artificial seja uma das tendências das redes sociais em 2021 por agilizar o acesso à informação, as pessoas anseiam também por um atendimento humanizado, focado na personalização para o consumidor, principalmente com o fortalecimento da saúde mental como pauta nas redes sociais.


De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Qualibest, 31% dos entrevistados não gostam de atendimento por telefone com robô e 41% vão além: afirmaram “odiar” esse tipo de atendimento. A pesquisa mostra ainda que 51% das pessoas gostam de ser atendidas por uma pessoa em chat. Já 49% gostam do atendimento humano por WhatsApp/Telegram e 43% gostam de atendimento humano por telefone.


As pessoas entrevistadas também mostraram preferência pelo uso do SAC pelos canais digitais, desde que atendidos por uma pessoa e não por um robô.


É importante que o consumidor se sinta acolhido pelas marcas, identifique-se com a empresa e seja visto como uma pessoa e não só como um lead em potencial ou mais um número nas planilhas e dashboards da organização.





fale conosco

Telefone

+55 11 3569 6680

e-Mail
hello@amper.ag

Fornecedores e Currículos

trampos@amper.ag
 

Oportunidades de Mídia
midia@amper.ag

Endereço

Alameda Santos, 1909 • 2º andar • 01419-100 Cerqueira César • São Paulo • SP

  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
Logo_Amper.png